06mar.

Futuro da logística no e-commerce no Brasil

O e-commerce é a nova maneira de fazer compras. Conforme a tecnologia avança, o processo fica cada vez mais rápido e fácil. Por isso, ainda mais é esperado do setor de logística, que precisa atender uma demanda mais exigente.

Felizmente, o avanço tecnológico também contribui com facilidades nesse setor. Vamos ver o que esperar do futuro da logística do e-commerce no Brasil.

O que é e-commerce?

Em primeiro lugar, o e-commerce é toda a transação feita por meios eletrônicos. Compras feitas em sites, marketplaces online, sites de leilões e de compras coletivas. Ele pode ser feito diretamente pelo cliente ou entre empresas.

Esse processo possui algumas vantagens em relação aos meios mais tradicionais. Entre elas estão a capacidade de vendas 24 horas por dia e o alcance em praticamente qualquer cliente do Brasil, e possivelmente até do exterior. Além disso, existe a comodidade de fazer as compras sem precisar sair de casa e ao mesmo tempo sem perder a velocidade do serviço. Com a internet, esperamos que o processo todo de compra seja cada vez mais veloz e isso também é esperado da entrega.

O processo logístico

Por conta disso, fica evidente o grande desafio que isso apresenta nesse momento. Uma das maneiras que as lojas podem competir entre si, é através de um processo de transporte cada vez mais rápido e eficiente. Por isso, é preciso sempre buscar maneiras de inovar.

O Brasil, infelizmente, ainda apresenta uma série de problemas de infraestrutura geral que atrapalham esse desenvolvimento. As estradas, por exemplo, muitas vezes são mal cuidadas, além do risco constante do roubo de cargas. Essas características geram um preço elevado nos seguros, de modo que as empresas não quebrem, o que diminui as margens de lucro. Isso tudo, englobado por uma burocracia e altíssimos custos tributários dificultam o avanço.

Mas, mesmo assim, existe um forte crescimento. Vamos ver alguns exemplos de práticas que podem chegar aqui no futuro.

O Futuro logístico nas entregas

Um dos principais temas acerca do futuro da logística do e-commerce, e francamente de todo o mundo, é a automação dos trabalhos. Um deles é a adoção de veículos autônomos que dispensam a presença do motorista.

Falando de maneira fria, esse tipo de prática tem os seus benefícios óbvios. Não é necessário pagar o salário a um profissional e, assumindo que ele funcione corretamente, é diminuído o risco de acidentes por conta de erros humanos.

Além do mais, a inteligência artificial não precisa descansar, ou dirige melhor enquanto há luz. As entregas podem ser feitas muito mais rapidamente em qualquer momento do dia. Nos EUA, por exemplo, a marca de cervejas Budweiser fez a primeira entrega usando um caminhão autônomo.

Apesar dessa evolução ser óbvia, esse processo está apenas começando. Existem pesquisas sendo feitas no Brasil para esse tipo de veículo e diversas empresas no mundo estão brigando para dominar esse mercado. Mas a burocracia e a aceitação do público podem ser empecilhos que contribuam para o atraso desse tipo de prática.

Outro processo de entrega mais factível é através dos drones. A gigante americana Amazon, aposta nesse tipo de procedimento para entregar, através do ar, produtos únicos em até meia hora após o pedido. Esse tipo de entrega tão rápido garante a satisfação total do cliente e é um verdadeiro paraíso logístico, visto que o processo de venda e entrega é cada vez menor.

Entretanto, de maneira semelhante aos veículos autônomos essa modalidade também pode encontrar dificuldades na burocracia. Isso sem falar em preocupações com a segurança.

A ANAC, Agência Nacional de Aviação Civil, estuda uma proposta para regulamentar esse tipo de atividade. Porém, já que no Brasil falta uma empresa grande para comprar essa briga, como a Amazon está fazendo, o progresso pode ser um pouco mais lento.

Ainda no âmbito das entregas uma mudança mais próxima pode acontecer. A Uber trouxe uma nova proposta de transporte através do seu modelo de “carona remunerada”. Esse conceito pode se estender através das entregas. Empresas que possuem rotas semelhantes e um volume tão grande podem compartilhar um caminhão, garantindo um preço ainda mais barato para todos os envolvidos.

Outro método de entregas que está evoluindo é o Uber Eats. Nessa ferramenta o cliente faz um pedido para um restaurante e um motorista o entrega em casa, ficando com o valor do frete. A empresa economiza com entregas dessa forma. Esse conceito pode crescer até outros tipos de serviço, como compras em um supermercado ou a retirada de certos pacotes.

A Logística nos Armazéns

Não é apenas no setor das entregas que o e-commerce pode esperar avanços. O armazenamento e a distribuição interna também fazem parte do ramo logístico e aproveitam algumas novas práticas.

Uma delas é o uso de inteligência artificial para ajudar na separação dos produtos a serem embalados. Empresas de robótica desenvolvem braços mecânicos que com a ajuda de uma câmera são capazes de diferenciar os objetos e coletá-los no momento de preparar para fazer a embalagem.

Enquanto o uso desse tipo de prática ainda está meio longe por conta do avanço da tecnologia, existem opções para complementar o trabalho humano. Uma espécie de carrinho automatizado, por exemplo, é capaz de seguir os funcionários durante o processo de coleta de produtos. Ao ficar cheio, ele é programado para retornar até o setor de embalagens sozinho, ganhando muito tempo e eficiência.

Além disso, a Internet das Coisas, o processo em que tudo está de alguma forma conectado à internet, ajuda a manter o controle de estoque de maneira mais fácil. As prateleiras, por exemplo, podem ter um sensor que transmite ao sistema a quantidade de produtos restantes, sendo atualizada a cada retirada. Com isso, o ganho de eficiência é enorme.

A tecnologia chega, de preferência, para melhorar a nossa vida. Facilitar os processos de logística tanto de entrega como de armazenamento de produtos. Porém a automação de certos processos traz questões de segurança e do possível fim de certos empregos. Apesar disso, o avanço parece inevitável. Por isso, o melhor é estar preparado para ele.

Quer saber mais? Utilize o formulário abaixo para entrar em contato.

Nome:
Email:
Telefone:
Assunto:

Venha nos visitar

R. Padre Anacleto, 396, Nova Rússia,
Ponta Grossa - PR